Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Berindeira Doce

Um blog que retrata uma vida (a minha) perfeita no meio de tanta imperfeição, entre desejos, sonhos, projectos e a realidade!

A Berindeira Doce

Um blog que retrata uma vida (a minha) perfeita no meio de tanta imperfeição, entre desejos, sonhos, projectos e a realidade!

Dondocas, e das boas!

Se há coisa de que eu gosto é de dar uma voltinha ao mercado e respectiva feira, que por Cascais é à quarta-feira.

 

Há sempre coisas muito giras nesta feira e a óptimos preços, mas ultimamente quase nunca vou lá, ou porque chego em cima da hora, ou porque já vou almoçar tarde, hoje como vim cedo fui lá dar uma volta, estava o cigano a gritar, Calzedonia, Intimissimi, Tezenis venham ver!

 

A gritaria do costume, tinham biquinis, cuecas, soutiens, camisas de noite e eu estava ali a ver o que valia a pena dentro de peças que até já conhecia por ter visto nas lojas quando passa uma senhora e diz: Para estarem aqui coisas de marca de certeza que não passaram no controlo de qualidade! 

 

Claro que eu e a senhora que estava a meu lado, olhámos uma para a outra e nos rimos, então se não gosta, se as coisas de marca estão ali porque não passaram no controlo de qualidade o que terá ido lá fazer? Todas as peças tinham etiquetas, algumas até tinham a cola de terem tido o preço de saldos e ter sido retirado, óbviamente as peças não são deste ano, existiam lá biquinis iguais aos que a minha cunhada comprou o ano passado na Tezenis, não são peças da última colecção óbviamente, mas os soutiens pouco me interessa, os básicos são sempre básicos e são bons a um óptimo preço!

 

As pessoas gostam tanto de ser armar em finas que acabam por cair no ridículo! Não gosta? Não vá à feira!

Hilariante no minímo ;) Ah ah ah ah!

Hoje ao pequeno-almoço ri até chorar, até as lágimas me cairem pela cara a baixo e eu não conseguir parar!

 

O meu H. que entrou a semana passada para um trabalho novo e ainda não tem muita confiança com a malta, depois de almoço o colega perguntou-lhe se queria café, tiraram na máquina do trabalho e vieram para a rua beber, sendo que não há mais nada ali á volta, fica mesmo no topo do "monte".

 

Deu um gole no café e sentiu uma coisa estranha, pensou que fosse borra ou açucar que não tivesse ficado bem mexido, colocou a mão á boca para ver o que era, quando se depara com uma abelha que ele diz ter atirado logo para o lado e que começou a voar.

 

Ora se há coisa que aflige o meu homem são abelhas, ele detesta-as, um homem de 1,85mt com bastante caparro tem pavor de abelhas, diz que quando jogava à bola lhe morderam três no pescoço ao mesmo tempo, (é capaz de ter sido chato até, que eu só me lembro de me ter mordido uma e doeu até mais não), mas adiante, estão a ver a cara de pavor dele a contar-me isto?

 

Aliás começou assim: Epáh ontem nem te contei, ia morrendo, literalmente!

Começou a contar e enquando eu já ria á gargalhada ele dizia: Tinha pêlos e tudo, era mesmo nojenta, se tivesse ali uma pessoa com mais confiança tinha logo atirado o café pelos ares, assim tive de me conter mesmo a tremer por dentro e beber o resto do café sem dizer nada! E ainda por cima estava viva, que começou a voar quando a atirei! Eu perguntei ainda: Então mas o teu colega não deu por nada? Ele: Não, eu tirei e fiquei calado sem dar nas vistas. Ah ah ah ah ah ah ah ah!

 

Imagino o pânico do homem sem dizer nada, ai amor amor, obrigada por me fazeres rir até chorar logo de manhã!

E é assim!

Esta semana estou de férias mas como nem tudo é perfeito o meu H. começou a trabalhar, depois de uma paragem de seis mesitos, vai dai eu estou aqui acordadíssima, prontíssima para a borga e o homem que até tinha sugerido irmos dar uma volta adormeceu no puff! Ai vidinha, vidinha...

Boas compras #1

Tenho um casamento em Setembro e embora não vá ser uma Festa muito formal precisava de um vestido bonito, mas que me permitisse usá-lo em outras ocasiões. Adoro comprar roupa, mas não gosto de comprar roupa para usar uma vez e nunca mais a vestir, porque normalmente quando temos outro casamento ou Baptizado já não nos apetece levar a mesma roupa, por todos os motivos possíveis e imaginários, ou as pessoas são as mesmas, ou as fotos vão ficar iguais, ou já não nos serve, enfim, motivos desculpas nunca faltam!

 

Por isso andava a ver se encontrava algo que não fosse muito caro e fosse adequado, vi um macacão lindissimo na Lanidor, que com a promoção rondava os 55,00€, dado que ia vestir outras vezes pareceu-me um valor razoável, andei a namorá-lo uns dias, mas quando fui experimentar não me favorecia, o tecido acetinado acentuava-me a "pança", sai da Lanidor e pensei que ia perder uma eternidade á procura de um vestido/ macacão giro, em conta e que me vesti-se bem.

 

Entretanto, passo pela Mango e vejo que também eles já estavam com promoções, entrei, comecei a ver alguns vestidos, tinha 3 ou 4 no braço quando ouvi uma colaboradora dizer a uma cliente: "Este vestido não parece mas veste muito bem!", claro que as deixei afastar e levei um, assim como assim já que me ia despir mais um menos um...

 

Vesti uns 8 e quando o meu marido viu este, exclamou: É mesmo giro, fica-te super bem, mas não tinha visto esse quando trouxes-te!

Eu também gostei imenso de me ver, de todos era seguramente o que era mais bonito para a ocasião e me acentava melhor. Quando saímos diz o homem: bem 50,00€ não é? E eu: Não, 25,00€, está com 50%! Para ser mais precisa ficou em 24,99€ ;)

 

 

Na foto não se consegue ter uma percepção exacta do vestido, nem mesmo na mão, fica completamente diferente vestido. Agora faltam os acessórios e o calçado, mas até Setembro há muito tempo para procurar! Se bem dos acessórios foi-me oferecido um colar muito, muito bonito, mas disso falemos mais tarde!
Ps.: Quanto a não levar preto aos casamentos, isso cada um tem a sua opinião, eu cá acho que um vestido preto não incomoda ninguém, desde que não sejam os pais ou padrinhos dos noivos, só espero que os noivos concordem comigo!
Beijinhos

Grrrrrrrrrrrrrrrr fumadores-dum-raio!

Hoje fui tomar o pequeno-almoço ao café e como o sol já espreitava decidi ficar na esplanada, não havia ali mais ninguém, sentei-me numa mesa qualquer, estava muito bem a beber o meu galão quando chega um casal e tauuuu, senta-se duas mesas ao meu lado, são catorze as mesas disponíveis (tive de as contar), mas até ai já é habitual, o povo gosta mesmo de se sentar em cima dos outros, já na praia é a mesma coisa e em todos os outros lugares públicos, dois minutos depois chega-me um cheiro a "tabacum", olhei e lá estava a senhora a beber o seu belo café com o cigarrinho na mão, filha da mãe, não vê que estou a comer? Custava muito ter ido alapar o seu real traseiro numa das outras mesas? do outro lado da esplanada? ou pelo menos na outra fila de mesas? tinha de ficar precisamente ali onde me mandava o fumo para cima?

 

Não percebo, francamente não percebo se custará muito olhar em volta e pensar epah vou fumar, a moça está a comer deixa-me lá não me sentar "em cima dela"! Com a quantidade de vezes que isto acontece deve custar!!!