Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Berindeira Doce

Um blog que retrata uma vida (a minha) perfeita no meio de tanta imperfeição, entre desejos, sonhos, projectos e a realidade!

A Berindeira Doce

Um blog que retrata uma vida (a minha) perfeita no meio de tanta imperfeição, entre desejos, sonhos, projectos e a realidade!

Viver, ás vezes, dói!

Passamos os dias a correr, camuflamos diáriamente os nossos sentimentos, as perdas, as angústias, os medos, as saudades, mas há dias em que elas são mais fortes, em que bastam poucas palavras para alguém nos tocar precisamente onde dói. Para mim dói muito a vossa ausência, nunca me habituarei a viver com ela, ou talvez já esteja habituada a viver com ela, mas continua a doer e dói cada vez mais, dói porque sinto a vossa falta, saudades da vossa voz, dos sorrisos, dos disparates, dos beijos, dos abraços, dos ralhetes e discussões, dói porque isso é viver, dói porque já não estão mais aqui, não vos posso ver, nem tocar, não vos posso ouvir, nem abraçar, viver assim dói e dói todos os dias.  As lágrimas caem, mas mesmo assim a dor não passa, a angústia aperta o peito e quase sufoca, num misto de dor e aperto que embora deva ser desanuviante não é porque sei que mesmo quando o dia voltar ao normal, á correria, aos telefonemas, ao que é o dia a dia este sentimento embora camuflado vai cá estar sempre, mas, acima de tudo, sempre grata por ter tido a benção e o prazer de vos ter na minha vida, onde estiverem eu vou-vos amar sempre!

 

Minha mãe, meu Luís <3

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.